Olá amigos e visitantes,

tenho estado um pouco desaparecida deste meu cantinho devido a  fazeres pessoais e profissionais. Infelizmente, não consegui desejar-vos um bom natal, mas lembrei-me de vós e estiveram no meu coração. Aproveito o dia de hoje para vos desejar a todos o que mais desejo para mim: um Ano Novo muito rico em saúde, paz, sucessos profissionais, sucessos pessoais, dinheiro e muitos momentos felizes.

Muito obrigada pelas vossas visitas e pela vossa companhia.

Beijinhos e abraços a todos.

Susana B.

Gosto muito de carne e peixe, mas não me recuso a experimentar a comida vegetariana. Há uns tempinhos atrás fui até uma aula prática de culinária vegetariana. Fizeram lá este seitan, gostei e resolvi repetir em casa.

O seitan é um substituto da carne derivado de uma proteína de trigo chamada glúten. É um alimento da antiguidade, assim como o tofu, mas não está clara a sua origem. Desconhecemos se provém da Índia ou da China. 

O seitan é produzido a partir da preparação da farinha de trigo. Faz-se primeiro uma massa, como para o pão. Esta é depois lavada, num passador, com água corrente. Neste processo perde as gorduras e os hidratos de carbono. A massa é então cozinhada com molho de soja e ganha assim uma consistência dura. Fica um preparado fibroso, que deve ser bem cortado em fatias ou em quadrados.

O seitan é um óptimo substituto da carne, não só o conteúdo proteico como também pelo modo como se pode cozinhar. Pode grelhar-se, panar-se, usar em estufados, em espetadas ou assar no forno.

O seitan já tinha experimentado noutras alturas, mas nunca tinha cozinhado marmela, a não ser para marmelada. Valeu a pena experimentar. O sabor fica muito bom, aliás, como todo o prato.

Calorias: +/- 275 Kcal por porção.

Tempo de Preparação: 1h a marinar; 1h de preparação.

Quantidade: 4 porções.

Ingredientes

500 g de seitan

1 marmelo

150 g de castanhas descascadas (podem ser congeladas)

1 colher de sopa de azeite

Sal, salsa, louro, molho de soja, massa de pimentão, alho, sementes de mostarda, gengibre q.b. (Não encontrei sementes de mostarda à venda por isso não coloquei.)

Preparação

1. Corte o seitan às fatias ou em cubos.

2. Numa tigela coloque o azeite, a massa de pimentão, o gengibre ralado, a folha de louro, a salsa picada, molho de soja e 1 dente de alho picado. Faça uma pasta e tempere o seitan. Deixe marinar durante 30 minutos.

3. Numa tacho anti-aderente coloque uma colher de sopa de azeite, as sementes de mostarda e o seitan. Deixe alourar de um lado e do outro.

4. Junte o marmelo cortado aos cubos e as castanhas ao seitan. Deixe cozer em lume brando até que as castanhas estejam cozidas. Se necessário, acrescente um pouco de água quente durante a cozedura.

5. Rectifique o sal e sirva.

Acompanhamento: Sirva com salada ou legumes salteados.

Apreciação: Muito boa. Uma excelente alternativa à carne.

Fonte: Aula Prática de Culinária Vegetariana na Associação Brahma Kumaris.

Fotos: Susana B.

Peixinho maravilha!! É o que vos digo. Comprei esta dourada para cozinhar num almoço de domingo. Peguei numa receita de pargo e fi-la com dourada. Mas não mudei apenas o peixe. Juntei também cenouras aos restantes vegetais e resolvi dar-lhes um calor e têmpero antes de os levar ao forno. De resto a receita é igual à original.

Ficou excelente. Experimentem.

Calorias: +/- 314 Kcal por porção.

Tempo de Preparação: 1h a marinar; 1h de preparação.

Quantidade: 4 porções.

Ingredientes

1 Dourada grande

2,5 dl de vinho branco

2 limões grandes

Sal e pimenta q.b.

3 cebolas

3 dentes de alho

3 cenouras (Adicionadas por mim)

600 g de tomate (Utilizei tomates pelados de lata)

3 colheres de sopa de azeite

Salsa picada q.b.

Orégãos q.b. (Adicionadas por mim)

Preparação

1. Arranje a dourada e faça-lhe uns cortes no lombo. Tempere depois com o vinho branco, o sumo de um limão, sal e pimenta. Deixe marinar durante 1 hora.

2. Descasque as cebolas e os dentes de alho. Corte as primeiras em rodelas finas e pique os dentes de alho. Coloque-os numa frigideira anti-aderente com duas colheres de azeite e refogue ligeiramente.

3. Corte os tomates pelados aos bocados, as cenouras em rodelas e metade de um limão em rodelas. Junte os legumes à cebola e ao alho e deixe cozinhar até que a cenoura fique meio-cozida. Junte um pouco de vinho branco ou água para que os legumes não sequem.

4. Tempere os legumes com sal, pimenta, salsa picada e orégãos.

5. Ligue o forno a 18ºC. Forre o tabuleiro com metade dos legumes e coloque o peixe por cima.

6. Corte o restante limão em rodelas e introduza-as nos golpes do lombo do peixe. Disponha por cima os restantes legumes. Regue depois com a marinada e o restante azeite.

7. Leve ao forno durante 40 minutos, regando de vez em quando com o próprio molho. Se necessário, regue com um pouco de água.

8. Retire do forno e sirva polvilhada com salsa picada.

Sugestão: Sirva acompanhado com legumes a gosto.

Apreciação: Excelente.

Fonte: Receita adaptada da receita de “Pargo no forno com Limão”, publicada na Revista Saúde à Mesa n.º 32, Novembro de 2008.

Fotos: Susana B.

Olá amiga(o)s.

De regresso às refeições do dia-á-dia, hoje trago-vos uma Focaccia. A Focaccia é um pão italiano achatado coberto com vários ingredientes e têmperos. A cobertura pode ser variada, mas a versão mais tradicional é a de azeite, sal e alecrim. Em itália é servida como aperitivo ou snack. Esta foi a primeira focaccia que fiz e servi-a como parte integrante do jantar, acompanhada de caldo verde. Combinação excelente!!

A receita da massa é do Jamie Oliver. Para fazer uma foccacia, utilizei metade dos ingredientes da receita básica de pão que ele publicou no livro Na Cozinha com Jamie Oliver. Eu utilizei a MFP para amassar, mas podem amassar mão. Quanto ao recheio, inspirei-me na Focaccia de Tomate e orégãos da Colher de Pau, mas juntei azeitonas pretas.

Calorias:

1 Focaccia = +/- 2320 Kcal;

Servida como refeição principal: 6 porções = +/- 387 Kcal;

Servida como refeição principal: 8 porções = +/- 290 Kcal;

Servida como entrada: 16 porções = +/- 145 Kcal;

Tempo de Preparação: até 3h.

Quantidade: 1 foccacia. Para comer ao jantar rende 6 a 8 porções. Como aperitivo deve ser cortada em quadrados pequenos e rende muito mais.

Ingredientes

15 g de fermento fresco

15 g de mel (ou açúcar)

315 ml de água tépida

500 g de farinha

15 g de sal

Farinha para polvilhar

10 a 20 tomatinhos cereja

10 a 15 azeitonas pretas

2 dentes de alho bem picadinhos, ou alho picado de frasco

2 a 3 colheres de sopa de azeite

Sal q.b.

Orégãos q.b.

Preparação

Preparação da massa na MFP

1. Coloque a água e os restantes ingredientes secos no recipiente da máquina de fazer pão.

2. Ligue a máquina no programa amassar e aguarde até que o programa termine.

Preparação da massa de modo tradicional

1. Dissolva o fermento e o mel (ou açúcar) em metade da água morna.

2. Numa superfície limpa, faça um monte de farinha e sal. Com uma das mãos faça um buraco no meio.

3. Deite toda a mistura de fermento e mel dissolvido no buraco da farinha. Com quatro dedos de uma das mãos faça movimentos circulares, do centro para fora, inserindo lentamente todos os ingredientes secos. Deite a outra metade da água morna no meio e incorpore gradualmente toda a farinha para fazer uma massa húmida. Algumas farinhas podem precisar de um pouco mais de água, não tenha medo de ajustar as quantidades).

4. Amasse o preparado. Enrole, empurre e dobre a massa sem parar durante 5 minutos até que esteja elástica e maleável. Isto desenvolve a estrutura da massa e o glúten. Se alguma da massa ficar colada aos dedos, esfregue-os uns nos outros com mais farinha.

5. Coloque dentro de uma taça, cubra com um pano e deixe levedar durante cerca de 1 hora. Reserve a massa num sítio afastado de correntes de ar (Sugestão: dentro do forno ou do micro-ondas).

Preparar a Focaccia

6. A fim dos tempos descritos, quer tenha feito na MFP ou tenha amassado à mão, enrole ou estique a massa para criar uma forma oval com cerca de 1,5 cm de espessura. Não se preocupe se não ficar perfeito, deve ficar assim, com um carácter rústico. :D

7. Coloque a massa num tabuleiro de ir ao forno previamente untado e polvilhado com farinha.

8. Coloque o recheio sobre a massa. Existem vários recheios possíveis. Desta vez, segui algumas dicas da Colher-de-Pau e fiz uma focaccia de tomate, azeitonas e orégãos. Regue a massa com um pouco de azeite e, com os dedos, espalhe e enterre os dedos na massa modo a fazer as covinhas típicas da focaccia. Depois polvilhe com o alho picado (utilizei de frasco), orégãos e pimenta. Corte os tomates cereja ao meio, tempere-os com sal e pimenta e espalhe as metades pela massa. Quando os colocar, faça pressão para os esmagar um pouco e libertar os seus sucos. Depois junte as azeitonas e polvilhe com mais um pouco de orégãos.

9. Coloque a focaccia num local sem correntes de ar e deixe levedar durante 45 minutos. Nessa altura já terá dobrado a espessura.

10. Leve ao forno para cozer durante 15 minutos.

11. Assim que a focaccia sair do forno regue-a com um pouco de azeite. Pode comer a focaccia assim que arrefecer um pouco.

Sugestão: Pode fazer esta massa com metade de farinha tipo 55 e metade de farinha integral. A focaccia também fica muito boa.

Apreciação: Uma delícia. Já fiz várias vezes. A família e os amigos são fãs.

Fonte de Inspiração: Jamie Oliver. 2007. Na cozinha com Jamie Oliver. Itália:DK-Civilização e Colher-de-Pau.

Fotos: Susana B.

Para terminar a série de posts sobre o Halloween, trago-vos hoje as sobremesas servidas no nosso jantar temático. Como podem ver imaginação não falta à COF. :D

Aranhas de Chocolate

Aranhas de Chocolate, by Susana B.

Estas aranhas foram inspiradas numa receita encontrada na net. Na versão original o corpo da aranha era feita em bolo de chocolate. No entanto, para facilitar a sua preparação, optámos por utilizar gelado. Depois o João criou os restantes detalhes.

Ingredientes

1 tabelete de chocolate para culinária

1 pouco de chocolate branco para culinária

Nozes (meia noz por prato de sobremesa)

1 a 2 l de gelado de chocolate (a quantidade pode variar, dependendo do número de pessoas a servir)

Doce de morango

Preparação

As aranhas são feitas em diferentes etapas.

Patas de Aranha

Para fazer as patas, um dia antes da refeição, o João derreteu uma tabelete de chocolate para culinária, com uma noz de margarina vegetal e um pouco de natas. Depois de derretido, colocou pequenas doses de chocolate num saco de pasteleiro, com bico fino, e desenhou as patas da aranha sobre uma folha de papel de alumínio. Depois deixou o chocolate solidificar.

Sugestão 1: Se não tiver um saco de pasteleiro, utilize um saco de plástico limpo (tipo saco de congelação), coloque o chocolate no seu interior e corte um pouco de uma das pontas do saco. O chocolate sairá pelo corte realizado da mesma forma que sai pelo bico do saco de pasteleiro.

Sugestão 2: O chocolate deve ser colocado em pequenas quantidades no interior do saco, porque sem a fonte de calor começa a solidificar.

Cérebro de aranha

O João banhou algumas nozes em chocolate branco derretido. Depois retirou-as, colocou sobre papel de alumínio e deixou o chocolate solidificar.

Montagem do Prato

A montagem do prato é o que faz desta sobremesa uma surpresa. Para fazer o corpo da aranha, o João colocou uma bola de gelado no prato; depois colocou meia noz num dos lados da bola, para fazer o cérebro; juntou as patas de chocolate; e regou o cérebro com uma colherzinha de doce de morango.

Dedos de Bruxa

Dedos de Bruxa, by Té e Du

Dedos de Bruxa, by Té e Du

Existem várias receitas de dedos de bruxa na net. Na maioria das receitas os dedos são feitos de massa de biscoito e levados ao forno para cozer. O João resolveu facilitar a tarefa e fez os dedos com passoquinha de amendoim. Não conhecia esta iguaria do Brasil, mas fiquei fã. É uma delícia. A passoquinha pode ser comprada feita e depois moldada, ou podem fazê-la em casa. Não é nada difícil.

Ingredientes

200 g de amendoim torrado moído

200g de bolacha maria moída

1 lata de leite condensado

Amêndoa laminada

Preparação

1. Misture bem o amendoim, a bolacha e o leite condensado com um garfo e depois com a mão.

2. Quando a mistura estiver homogénea, faça rolinhos com a massa e corte em pequenas partes e molde os dedos. Faça dois ou 3 cortes na massa para imitar as dobras dos dedos.

3. Coloque uma amêndoa laminada na ponta dos dedos para faze a unha.

4. Leve ao frigorífico para que a passoquinha fique mais rija (cerca de 4h).

Depois deste repasto magnífico, a organização da festa preparou três actividades para nos entreter durante o serão: começaram por um pictionary alusivo ao halloween. Não conseguimos descobrir talentos artísticos, mas rimo-nos imenso. Depois fizemos a eleição da melhor máscara com direito a Oscar’eto e tudo!!

Oscar'eto, by COF

Oscar'eto, by COF

E o Oscareto foi para…

The Mummy, Prémio da Melhor Máscara

…The Mummy!!

Prémio bem merecido, não acham? Não só pelo resultado final da máscara, mas também pelo facto da fatiota ter sido toda feita pelo seu utilizador. Parabéns, João.

Para terminar a noite, a organização preparou um quiz sobre o Halloween. Foi muito interessante conhecer os detalhes desta tradição Anglo-saxónica que a globalização trouxe até nós. :D Que venham mais coisas boas!! Por fim, como prémio do quiz e de presença, a COF ofereceu a cada convidado um CD com a banda sonora da festa que foi preparada pelo Miguel.

Da minha parte, agradeço à COF o jantar fantástico que nos ofereceram. Gabo-vos a disponibilidade, a vontade, o tempo dispendido, a criatividade e o gosto pelo detalhe. O perfeccionismo compensa. Estava tudo excelente. Muito obrigada…e até ao próximo evento!!

Para prato principal tivemos uma refeição de morte!! :D

O prato é a vulgar Esparguete à bolonhesa, a apresentação deu-lhe o toque especial!!! :D

esparguete a bolonhesa

Refeição de morte by COF

Para a apresentação deste prato, a organização colocou o esparguete a fazer de terra, abriu um buraco no centro e colocou lá a carne, dando um formato de campa. Juntou uma lápide com musgo feita com uma tosta e patê de azeitona verde. Depois decorou a campa com esqueletos e morcegos de queijo.

Os morcegos e os esqueletos foram feitos com moldes “caseiros”. O João pegou numa lata de cerveja, cortou-a em tiras e moldou três fitas de alúmínio. A uma deu a a forma de um morcego, a outra a de uma caveira e da terceira fez o esqueleto. Infelizmente, não tirei foto aos moldes, mas, como podem ver, o resultado foi excelente. Criativo e desenrascado…este rapaz!! :D

Calorias: +/- 790 Kcal por porção.

Tempo de Preparação: 60 min.

Quantidade: 4 porções (Tripliquei a receita para o jantar)

Ingredientes

2 colheres de sopa de azeite

1 cebola

2 dentes de alho

1 cenoura

2 tomates maduros (Utilizei tomates pelados de lata)

1 colher de concentrado de tomate

400g de carne de vitela picada

1,2 dl de caldo de carne

1 cravinho

1 folha de louro

4 l de água

1 colher de sopa de óleo

400 g de esparguete

1,2 dl de vinho tinto

Sal e pimenta a gosto

100 g de parmesão (Opcional)

Preparação

1. Descasque e pique a cebola e os alhos. Raspe e pique a cenoura. Depele os tomates e pique-os. Ao picar as verduras, faça-o de modo a não ficarem demasiado desfeitas e que sejam do mesmo tamanho.

2. Deite o azeite num tacho, deite as verduras picadas e, mexendo sempre, frite-as durante 5 minutos.

3. Junte o concentrado de tomate e a carne picada e misture com um garfo. Deite o caldo de carne, o cravinho e o louro, tape o tacho e deixe cozer durante cerca de 15 minutos ou até que tudo esteja cozinhado.

4. Retire a folha de louro, junte o vinho e rectifique o sal e a pimenta.

5. Coza a esparguete em água com sal e uma colher de óleo.

6. Sirva a carne sobre o esparguete e polvilhe com queijo parmesão (opcional).

Foto: João Fernandes (COF)

Jantar que é jantar…precisa de comida! LOL! Esta foi tipo “Estar morto é o contrário de estar vivo!” da nossa “querida” Lili Caneças. :D

A COF superou, mais uma vez, as expectativas de todos os convidados, pelo cuidado e pela criatividade na preparação do ambiente, da refeição e das actividades do serão. No entanto, na minha opinião, o repasto foi o ponto alto da noite.

Comecemos pelas entradas…

Múmias

(Folhados de Salsicha)

Múmias

Esta entrada fui eu que fiz, seguindo as dicas da Allegna. As múmias foram feitas com salsichas e uma embalagem de massa folhada, mas também podem utilizar massa quebrada. Cortei a massa em tiras e enrolei-as em salsichas pequenas (Utilizei 3 latas de salsichas pequenas, mas, se preferirem, podem usar salsichas grandes). Depois de embrulhadas, peguei num palito e fiz dois furos, nas salsichas, para fazer os olhos.

Miolos de Macaco

(Paté de Delícias do Mar)

Os Miolos de Macaco fizeram muito sucesso. Estavam uma delícia. Mesmo no ponto!

Para os fazer peguei numa embalagem de delícias do mar (como éramos 13, utilizei uma embalagem das grandes), cozi dois ovos, juntei 4 colheres de sopa de maionese e piquei tudo no 1,2,3. No entanto, pode ser feito com a varinha mágica ou com um robot de cozinha. Depois a forma foi dada pelo criativo da organização, o João. Foi também ele que fez os olhos com duas bolas de malteseres, chocolate branco com corante (parte laranja) e chocolate (parte castanha). Ficou giro, não ficou?

pate de delicias do mar

Baratas Crocantes

(Tâmaras com bacon no forno)

As baratinhas são tâmaras embrulhadas em Bacon, com um palito a prender, que foram levadas ao forno para assar.

Uma delícia!! :D

Tamaras com bacon

Repasto de Bruxa

(Paté de Atum à moda da minha prima Bela)

O repasto de bruxa é um paté de atum que uma prima minha me ensinou a fazer há alguns anos trás. Reza a receita que coloquemos uma lata de atum (utilizei atum preservado ao natural) no 1,2,3. Juntamos 1/4 de cebola, 1 raminho de salsa, uma colher de chá de ketchup, 1 colher de sopa de maionese, um pouco de sal e pimenta. Picamos bem e se necessário adicionamos mais um pouco de maionese. Este paté é um clássico nos nossos jantares. Para esta festa tripliquei a receita.

Pate de atum

Fotos: Susana B. e João.

O Halloween do Caraças decorreu num Castelo Assombrado…

A decoração foi um trabalho conjunto do Miguel, do João e da Raquel. As fotos são do João Fernandes, a quem agradeço a cedência das fotos.

A porta para o castelo assombrado foi feita com fitas de plástico e fitas com aranhas. O porteiro era muito mal disposto (como convém!). Sempre que a campainha tocava, ouvia-se o seu riso maléfico. :D

Decoracao halloween 5

A Porta do Terror!!

Para criar o ambiente de terror foram essenciais as teias e as aranhas.

Decoracao halloween 1

Aranhas no Candelabro

Decoracao halloween 2

À espreita!

Decoracao halloween 3

Aracnofobia

Decoracao halloween 4

A atração da luz...

O relógio esteve sempre parado na hora do lobisomem…

Decoracao halloween 8

A Hora das Lobisomem!!

O Jack-o-Lantern também esteve presente. A organização comprou e cortou uma abóbora verdadeira à maneira da tradição Anglo-Saxónica.

Decoracao halloween 6

Jack-o-Lantern

À mesa foi servido veneno acompanhado de aranhas e moscas geladas. :D

Para decorar as garrafas utilizámos ligaduras. Para fazer o gelo, a organização colocou moscas e aranhas de plástico, nas covetes do gelo, encheu com água e levou ao congelador.

Decoracao halloween 9

Veneno e Insectos nos gelo!!

O ambiente foi quase sempre soturno, apenas alumiado por muitas velas.

Decoracao halloween 10

Mãos de Gelo

As bebidas foram refrescadas por mãos de gelo! Para as fazer, a organização utilizou luvas de latex, que encheu de água, um pouco de corante e levou ao congelador. Para que fiquem perfeitas devem estar pelo menos um dia no congelador. Na altura de retirar as mãos das luvas, passe-as por água quente, para que saiam mais facilmente.

Cá estou eu de volta. É verdade! A desaparecida voltou. Eheheh! E vim de vassoura!! :D

Voltei para vos contar como foi o meu Halloween. Não costumo comemorar a data, mas, este ano, os meus grandes amigos Miguel e João, da COF – Comissão Organizadora de Festas, resolveram organizar um jantar temático. Juntaram 13 amigos de/do caraças, transformaram um apartamento num castelo assombrado, serviram um repasto maligno e ofereceram-nos um serão de terror. Foi uma festa excelente. Divertimo-nos imenso!!! Parabéns à organização. :D

Miaulloween

Aqui fica o relato…

Comecemos pelos 13 amigos das trevas (O número 13 foi uma coincidência, mas combinou muito bem com a temática!)

bruxas-mcmv

As Bruxinhas by COF

Bruxa Su

Bruxa Su by COF

bruxa gorety

Bruxa Gorety by COF

Bruxa Tete

Bruxa Teté by COF

Bruxa de aspirador

Bruxa de Aspirador by COF

o carrasco

O Carrasco by COF

mummy

The Mummy by COF

Diabinha

Diabinha à Solta by COF

Jason

Jason by COF

viuva negra

Viúva Negra by COF

Jocker

Jocker by COF

morte

A Morte by COF

Lobisomem

Lobisomem by COF

monstro

O Monstro by COF

girls

As Meninas by COF

meninos

Os Meninos by COF

Mais terror no próximo post. Até lá…beijinhos!!

Olá meus amigos,

hoje publico uma salada que fiz durante as minhas férias. Sim! Ainda tenho receitas das férias para publicar. Tenho cozinhado muito, escrito pouco e o número de receitas para publicar tem crescido bastante. Publicá-las-ei à medida que o tempo livre me deixar.

Bem, mas como eu ia dizer a salada que trago hoje é um excelente prato principal numa refeição de verão. Sei que estamos no Outono, mas acho que ainda a podem experimentar. Com o calor que tem estado ainda vos vai saber bem. Por outro lado, acho que no Inverno também pode ser servida como entrada. Tem uma apresentação muito elegante e ficará muito bem num jantar de festa.

Em termos de paladar, é uma salada de sabores constrastantes, mas que se complementam muito bem. O sabor forte do salmão fumado e da rúcula são amenizados pela maionese, pela lima e pelo abacate. Delicioso!!

Devo-vos confessar que fiquei espantadíssima quando fiz as contas às calorias desta saladita. A cara da rapariga engana!! :D Quando olhei para ela pareceu-me bastante leve, mas não é.!E sabem o que tem mais calorias? O abacate! Fiquei de queixo caído. Desconhecia que  o abacate tinha tantas calorias, mas faz sentido: o abacate é muito rico em  gorduras monoinsaturadas idênticas às do azeite. Olhem, pelo menos consola-me o facto de ter muitos anti-oxidantes e de me ter feito bem ao coração, às artérias, à pele… Do mal o menos. :D

Beijinhos e bom fim-de-semana.

Susana B.

Salada de Salmao Fumado e Rucula Selvagem

Calorias: +/- 549 Kcal por porção.

Tempo de Preparação: 15 min.

Quantidade: 4 porções

Ingredientes

Para a Salada

50 g de folhas de rúcula selvagem

1 colher de sopa de salsa fresca picada

2 cebolinhas-verdes em cubinhos (Utilizei cebola portuguesa)

2 abacates grandes

1 colher de sopa de sumo de limão

250g de salmão fumado

Quartos de limão ou lima para servir

Para a maionese de lima

100 ml de maionese light (Receita original pedia 150ml, mas é demais. Sobrou maionese e foi para o lixo.)

2 colheres de sopa de sumo de lima

Casca finamente ralada de uma lima

1 colher de sopa de salsa fresca picada, mais uns pezinhos para guarnecer

Preparação

1. Esfarrape a rúcula e divida-a por 4 taças ou pratos individuais. Salpique com a salsa picada e a cebola.

2. Corte os abacates ao meio, retire o caroçao, descasque-os e corte a polpa em pedacinhos ou fatias finas. Pincele com sumo de limão para que não oxidem e divida pelas 4 doses de salada. Envolva com cuidado.

3. Corte o salmão fumado em tiras e espalhe-as por cima da salada.

4. Ponha a maionese numa tigela, junte o sumo e a casca da lima e a salsa picada. Misture tudo muito bem.

5. Deite uma colher de maionese de lima sobre cada uma das saladas, guarneça com pezinhos de salsa e sirva com quartos de lima/limão que deverão ser espremidos por cima.

Salada de Salmao Fumado e Rucula Selvagem_2

Apreciação: Excelente salada de verão, que no inverno também pode ser uma óptima entrada.

Fonte: Livro Peixe e Marisco: uma selecção de mais de 100 receitas essenciais. Bath:Parragon, 2008.

Fotos: Susana B.

Esta travessa de massa e vegetais é uma delícia. Cá em casa já a fizemos duas vezes. Sucesso garantido. Boa semana!!

Tabuleiro de Baguinhos com Courgette 1

Calorias:

4 porções = +/- 442 Kcal por porção

5 porções = +/- 358 Kcal por porção

6 porções = +/- 295 Kcal por porção

Tempo de Preparação: 50 min.

Quantidade: 4-6 porções

Ingredientes

250 g de massa Baguinhos (ou Pevide)

Sal a gosto

1 pimento vermelho grande, assado e picado (Usei cru)

3 colheres de sopa de azeite

2 courgettes médias, cortadas em rodelas

Pimenta móida na hora a gosto

450 g de tomates, sem pele, sem sementes e picado; ou 560 g de tomates enlatados com sumo.

1 ou 2 dentes de alho picados

50 g de queijo parmesão ralado ou 50 g de queijo de cabra desfeito

Preparação

1. Lave e corte os vegetais.

2. Aqueça uma panela grande com água e sal. Quando esta estiver a ferver junte a massa. Deixe cozer durante 8 minutos ou até que esteja cozida al dente. Escorra a massa e tranfira-a para uma tigela grande. Junte o pimento (assado) e uma colher de sopa de azeite.

3. Pré-aqueça o forno a 180º. Unte uma travessa de ir ao forno com azeite.

4. Aqueça uma colher de sopa de azeite, numa frigideira anti-aderente grande, em lume médio. Junte a courgette e deixe cozinhar. Mexa e volte as fatias da courgette até que estejam cozinhadas e ligeiramente coloridas (cerca de 5 minutos). Junte a courgette à massa.

5. Volte a colocar a frigideira no lume, junte uma colher de sopa de azeite e o alho picado. Cozinhe até que solte o seu aroma e junte os tomates e sal a gosto. Deixe cozinhar, mexendo de vez em quando, até que os tomates estejam ligeiramente cozinhados. Prove e ajuste o tempero.

6. Junte o tomate e o queijo à massa e misture. Junte pimenta moída na hora e ajuste o sal. Trasnfira para uma travessa de ir ao forno.

7. Leve ao forno durante 30 a 40 minutos, até que comece a corar. Sirva quente ou morno.

Tabuleiro de Baguinhos com Courgette 4

Sugestão: Pode preparar este prato várias horas antes de levar ao forno.

Apreciação: Deliciosa!

Fonte: Martha Rose Shulman.

Fotos: Susana B.

Huevos rancheros é um pequeno-almoço tradicional mexicano com raízes nos ranchos mexicanos. O prato era tradicionalmente servido ao pequeno-almoço a meio da manhã ou ao almoço, aos trabalhadores do campo.

A versão básica dos Ovos Rancheiros consiste em Tortilhas de milho ligeiramente fritas, ovos fritos com molho de tomate e pimentos. Os ovos são muitas vezes acompanhados por fatias de abacate, batatas fritas e pimentos extra picantes.

Ovos Rancheiros_1

Calorias:

4 porções = +/- 270 Kcal por porção (sem acompanhamento)

4 porções = +/- 436 Kcal por porção (com acompanhamento de feijão preto e tortilha)

Tempo de Preparação: 50 min.

Quantidade: 4 porções

Ingredientes

Para o prato

2 colheres de sopa de manteiga, gordura de bacon ou de toucinho (Susbtituí por azeite)

2 cebolas finamente picadas

2 dentes de alho finamente picados

2 pimentos vermelhos ou amarelos, sem sementes e cortados em cubos

2 chillis verdes frescos suaves, sem sementes e finamente picados (Utilizei um pouco de pimento verde picadinho, porque não sei exactamente distingir os chillis. :D)

4 tomates grandes maduros, sem pele e cortados em pedaços

2 colheres de sopa de sumo de limão ou lima

2 colheres de chá de orégãos secos

Sal e pimenta a gosto

4 ovos grandes

75 g de queijo cheddar ralado (Não tinha. Não coloquei, mas pode colocar outro queijo)

Para Acompanhar

200 g feijão preto cozido

4 tortilhas mexicanas

Preparação

1. Pré-aqueça o forno a 180.ºC.

2. Lave e corte os vegetais.

3. Aqueça a gordura numa frigideira de fundo grosso sobre lume médio. Adicione as cebolas e o alho e refogue, mexendo frequentemente, durante 5 minutos ou até ficarem brandos.

4. Junte os pimentos e os Chillis e cozinhe durante 5 minutos, até molecerem.

5. Junte os tomates, o sumo de limão e os orégãos e tempere a gosto com sal e pimenta. DEixe ferver, depois baixe o lume, tape e deixe cozinhar durante 10 minutos ou até espessar, juntando um pouco mais de sumo de limão se a mistura ficar demasiado seca.

6. Transfira a mistura para uma assadeira grande previamente untada.

7. Faça quatro buracos na mistura e parta um ovo para dentro de cada um. Leve ao forno pré-auqecido durante 12-15 minutos ou até os ovos ficarem firmes.

8. Polvilhe com queijo ralado e volte a colocar no forno por 3-4 minutos ou até o queijo ter derretido.

9. Sirva de imediato acompanhado com feijão preto cozido e uma tortilha mexicana.

Ovos Rancheiros_2

Apreciação: Cá em casa, gostámos todos. É um prato excelente.

Fonte: Livro Cozinha Mexicana: uma selecção de mais de 100 receitas essenciais. Bath:Parragon, 2008. Wikipédia.

Fotos: Susana B.

Finalmente… Fim-de-semana!! Amiga(o)s, para mim esta semana foi especialmente estafante. Regressada de férias recebi a notícia de que a obra em que trabalho ia ser auditada nas áreas da qualidade, ambiente e segurança. Como tal, passámos a semana a confirmar a implementação dos nossos procedimentos, a rever pormenores de actuação, a corrigir situações menos correctas.  Olhem, só vos digo que já preciso de férias outras vez. :) A boa notícia é que não tivemos nenhuma não conformidade. O que é muito satisfatório depois de todo o trabalho investido. Fiquei muito contente.

Mas já chega de trabalho. Vamos à receita de hoje: uma saladinha para recordar as férias.

Salada de 3 feijoes

Calorias: +/- 160 Kcal por porção.

Interesse Nutricional: O feijão branco é rico em protéinas e hidratos de carbono e o seu elevado índice de fibras solúveis contribui para a redução dos níveis de colesterol no sangue.

Tempo de Preparação: 25 min.

Quantidade: 6 porções

Ingredientes

200 g de feijão de soja congelado

1/2 couve lombarda

150 g de feijão branco cozido

150 g de feijão vermelho cozido

3 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de vinagre

Pimenta moída no momento q.b.

1 colher de café de sal

Coentros picados (Juntei eu)

Preparação

1. Coza o feijão de soja em água temperada com sal. Depois, retire-o do lume, passe-o por água fria e deixe escorrer.

2. Arranje e lave a couve-lombarda. Aparelhe o talo e depois corte-a em juliana fina.

3. Leve a couve a cozer em água temperada com sal. Depois, retire-o do lume, passe-o por água fria e deixe escorrer.

4. Disponha a couve no fundo de uma saladeira.

5. Numa taça misture os 3 diferentes tipos de feijão e depois disponha-os por cima da couve.

6. Misture o azeite com o vinagre e pimenta e regue a salada. Junte coentros picados  a gosto e sirva.

Apreciação: Leve e fresca!

Fonte: Revista Saúde à Mesa n.º 42, Setembro de 2009.

Fotos: Susana B.

Olá, minhas queridas e meus queridos.

Regressei. As férias foram excelentes. Adorei a Zambujeira do Mar. Descansei imenso, li ainda mais, apanhei sol, cozinhei um pouco e conheci um restaurante óptimo: A Taverna da Ti Vitória. Lá comi algumas iguarias alentejanas: de entrada comi um queijo alentejano amanteigado; como prato principal, pedi bifinhos de porco preto grelhados acompanhados de arroz e salada de tomate, pimentos e alface, com têmpero à moda do Alentejo (Azeite, vinagre, sal e orégãos); acompanhei com um vinho alentejano; e terminei com uma talhada de Toucinho do Céu. Excelente refeição!!

Neste regresso, trago-vos uma tortilha que fiz durante as férias. Comida rápida e muito saborosa.

Tortilha c ervas do campo_1

Calorias: +/- 390 Kcal por porção (Receita com claras); +/- 445 Kcal por porção (Receita com ovos completos).

Interesse Nutricional: Os ovos são uma excelente fonte de protéinas de alto valor biológico e de vitamina B12.

Tempo de Preparação: 40 min.

Quantidade: 4 porções

Ingredientes

3 batatas

1 cebola

2 dentes de alho

2 ovos + 4 claros (Coloquei 5 ovos)

2 dl de natas de soja

Ervas aromáticas frescas a gosto (Coentros, salva, alecrim, cebolinho)

2 colheres de sopa de azeite

1 colher de café de sal

Pimenta q.b.

Preparação

1. Lave as batatas e corte-as ao meio. Leve-as a cozer em água temperada com sal. Depois de cozidas, retire-as da água, deixe amornar e retire-lhes a pele. Corte-as em cubos pequenos e reserve.

2. Descasque a cebola e os dentes de alho e pique-os finamente.

3. Numa taça bata os ovos com as claras, as natas e as ervas aromáticas picadas. Tempere com sal e pimenta e bata bem.

4. Leve o azeite ao lume numa frigideira que também possa ir ao forno. JUnte depois as cebolas, os dentes de alho e deixe refogar até que a cebola fique douradinha.

5. Acrescente as batatas e os ovos.

6. Envolva tudo cuidadosamente e leve ao forno durante cerca de 30 minutos. Retire do forno e sirva decorado a gosto.

Tortilha c ervas do campo_2

Sugestão: Pode juntar cogumelos ou sobras de frango desfiado.

Apreciação: Muito saborosa!

Fonte: Revista Saúde à Mesa n.º 42, Setembro de 2009.

Fotos: Susana B.

Olá amiga(o)s.

Estou um pouco desaparecida, porque estou de férias…e, como sabem, em férias apetece tudo menos ligar o PC. :D Na primeira semana dediquei-me às limpezas e pinturas no meu quarto. Trabalho e mais trabalho, mas valeu a pena.

Neste momento estou na minha segunda semana de férias e escrevo-vos de terras alentejanas. Vim passar uma semana à Zambujeira do Mar. Uma terra muito pacata, bonita, calma e com praias lindas. Já começa a ficar frio, mas ainda dá para apanhar banhos de sol. E quando não dá, passeio à beira-mar, passeio na aldeia ou vou para a esplanada beber uma cervejinha.

Zambujeira do Mar 2009_1

Zambujeira do Mar 2009_2

Entretanto, apesar de não ter publicado, tenho cozinhado pratos novos. Publicá-los-ei gradualmente à medida da minha disponibilidade. Hoje trago-vos uma massa deliciosa que descobri no blog da Dani. É um prato rápido, fácil de fazer e muito saboroso. Experimentem.

Massa de atum com tomate seco_1

Tempo de Preparação: 30 minutos

Quantidade: 6 porções

Ingredientes

500 g de massa (Utilizei espirais, a Dani utilizou Farfalle, mas podem ser utilizadas outros tipos de massa.)

2 latas de atum em pedaços (Utilizei atum ao natural)

100 g de tomate seco

Azeite extra-virgem ou o Azeite de conserva do tomate seco

Sal q.b.

2 dentes de alho

1 cebola

1 ramo de salsa picada

Cebolinh0 (Não tinha, não coloquei.)

Queijo parmesão ralado na hora

Preparação

1. Aqueça água numa panela grande, coloque sal, um fio de azeite e cozinha a massa al-dente.

2. Prepare os alimentos: pique a cebola, os alhos e o tomate seco. Escorra o atum.

3. Numa frigideira anti-aderente, coloque 3 colheres de sopa de azeite extra-virgem ou o azeite que conserva o tomate seco. Junte a cebola e os alhos e deixe refogar.

4. Adicione o atum e o tomate seco. Mexa bem e deixe apurar.

5. Escorra a massa e junte ao refogado. Verifique os temperos, desligue o lume e junte a salsa e o cebolinho picados. Envolva e sirva com parmesão ralado na hora.

Apreciação: Uma delícia.

Fonte: Cozinha Travessa.

Fotos: Susana B.

Um dia destes apeteceu-me um hamburguer. Fiz este com inspiração espanhola. Excelente.

Hamburger Porco Espanhol

Calorias: +/- 364 Kcal por porção

Tempo de Preparação: 30 minutos

Quantidade: 4 porções

Ingredientes

1 colher de sopa de azeite

3 chávenas de chá de cebola cortada em rodelas

3/4 de colher de chá de pimenta (coloquei a gosto)

1/4 de colher de chá de sal (coloquei a gosto)

450 g de carne de porco magra picada

1 colher de sopa de azeitonas verdes picadas

2 colheres de chá de alho picado

2 colheres de chá de paprica

1/4 de chávena de chá de maionese magra

2 colheres de chá de raspa de limão

1 colher de sopa de sumo de limão

1 pitada de açafrão

1/4 de chávena de chá de queijo ralado (Na receita sugerem Manchego ou Monterey Jack. Segundo a Ameixinha o Manchego é um queijo espanhol que existe no LIDL. O outro conheço. Como não os tinha utilizei uma fatia de queijo flamengo em cada hamburguer)

4 pães de hamburguer integrais (Não encontrei integrais, utilizei osnormais)

Pimento verde assado (utilizei a gosto)

Preparação

1. Aqueça o azeite numa frigideira larga sob lume médio. Junte a cebola, tempere com sal e pimenta. Tape e deixe cozinhar durante 10 minutos ou até que fique translúcida e macia. Mexa ocasionalmente. Reserve metade da cebola e pique finamente a restante.

2. Coloque a cebola picada numa tigela larga. Junte o porco, as azeitonas, o alho e a paprica. Tempere com sal e pimenta. Misture bem os ingredientes. Divida em 4 partes iguais e molde os hamburgueres.

3. Aqueça o grelhador.

4. Entretanto, junte a maionese, a raspa de limão, o sumo de limão e o açafrão numa tigela pequena.

5. Coloque uma colher de sopa de azeite num guardanapo e passe com ele pela grelha.

6. Grelhe os hamburgueres, voltando a meio. Quando estiverem prontos cubra com o queijo e deixe cozinhar até que derreta, cerca de 1 minuto.

7. Toste os pães e monte os Hamburgueres. Com a carne, a maionese, a cebola que reservou e o pimento assado. Sirva de imediato.

Sugestões: Tape e coloque a mionese no frigorífico. Durará até 5 dias.

Apreciação: Uma delícia.

Fonte: EatingWell.

Fotos: Susana B.

Nunca tinha feito paella e adorei fazer este prato. Adorei preparar todos os vegetais e todo o processo de cozedura. Foi excelente para relaxar e acalmar depois de um dia muito grande de trabalho.

Esta paella é um daqueles pratos que começamos a comer muito antes de irmos para a mesa. O cheiro vai-nos abrindo apetite durante 1 hora, as cores e a apresentação fazem-nos crescer água na boca. Quando o prato ficou pronto, não desiludiu. É muito saboroso. Cá em casa ficámos todos fãs e ficámos com vontade de experimentar com marisco. Ficou prometido que a próxima paella terá. :D

Paella de vegetais

Calorias:

4 porções = +/- 398 Kcal por porção

5 porções = +/- 319 Kcal por porção

6 porções = +/- 266 Kcal por porção

Tempo de Preparação: 1h

Quantidade: 4 – 6 porções

Ingredientes

1/2 colher de chá de filamentos de açafrão (Não encontrei à venda. Utilizei uma colher de chá de açafrão em pó)

2 colheres de sopa de água quente

2 colheres de sopa de azeite

175g de presunto serrano, em cubos

1 cenoura grande, em cubos

150 g de cogumelos brancos frescos

4 cebolinhas verdes, grandes em cubos (utilizei cebola vulgar)

2 dentes de alho esmagados

1 colher de chá de paprica

1/2 colher de chá de pimenta-de-caiena

225 g de tomates, pelados e cortados em gomos

1 pimento vermelho e 1 pimento verde cortados ao meio, sem sementes, depois cozidos, pelados e fatiados (Eu não os cozi. Retirei as sementes, fatiei-os e coloquei-os no prato)

350 g de arroz para paella (Utilizei Carolino)

2 colheres de sopa de mistura de ervas frescas picadas (Utilizei salsa e coentros)

100 ml de vinho branco

1,25 l de caldo de galinha a ferver

55 g de ervilhas

100 g de pontas de espargos verdes, branqueadas

Sal e pimenta a gosto

Cunhas de limão para servir (Opcional)

Preparação

1. Coloque os filamentos de açafrão e a água quente numa tigela pequena e deixe em infusão durante alguns minutos. Se utilizar açafrão em pó, junte o açafrão à água.

2. Corte o presunto e prepare os vegetais antes de começar a cozinhar a paella.

3. Aqueça duas colheres de sopa de azeite numa paellera (ou outro tipo de caçarola/frigideira larga) e frite o presunto em lume médio, durante 5 minutos. Retire o presunto para uma tigela e reserve.

4. Refogue a cenoura no restante azeite, mexendo sempre, durante 3 minutos. Junte os cogumelos e refogue, mexendo, durante 2 minutos. Adicione as cebolas, o alho, a paprica, a pimenta-de-caiena, o açafrão e refogue, mexendo, durante 1 minuto. Junte os tomates e os pimentos e refogue, mexendo ,durante 2 minutos.

5. Deite o arroz e as ervas e frite, mexendo, durante 1 minuto. Deite o vinho e a maior parte do caldo de galinha ae deixe ferver, destapado, durante 10 minutos. Agite a paellera uma ou duas vezes e quando adicionar os ingredientes.

6. Junte as ervilhas e tempere. Coza durante 10 minutos ou até o arroz estar cozido, adicionando um pouco mais de caldo, se necessário.

7. Junte o presunto e os seus sucos à paellera. Disponha os espargos à volta da paella e coza durante 2 minutos.

8. Quando o líquido estiver absorvido e detectar um leve aroma a tostado retire do lume. Tape com folha de alumínio e deixe ficar durante 5 minutos. Salpique com ervas picadas e sirva com cunhas de limão.

Paella de vegetais_1

Apreciação: Cá em casa, gostámos todos. É um prato excelente.

Fonte: Livro Cozinha Mediterrânica: uma selecção de mais de 100 receitas essenciais. Bath:Parragon, 2008.

Fotos: Susana B.

Este post é para agradecer os selinhos de duas amigas e responder aos seus desafios. Muito obrigada pelos vossos elogios e pelo vosso carinho.

A Verdinha atribuiu-me este selo…

selo_olho

…com as seguintes indicações:

1 – Exiba a imagem do selo, que acabou de ganhar – Já fiz!

- 2 – Poste o Link do blog de quem a indicou – Já fiz!

3 – Indique 10 blogues da sua preferência – Todos os que estão na minha lista de blogs são da minha preferência. Como tal, atribuo este selo a todos.

Avise os seus indicados – Vou avisar agora: “Amigos dos blogs da minha preferência, levem este selinho, porque o vosso blog merece!”

Publique s regras – Já fiz!

4 – Confira se os blogues indicados repassaram o selo e as regras – Vou deixar esta regra de lado. Cada um é livre de publicar o selo ou não.

O segundo selo veio da Gullo. Muito obrigada, querida. Adorei.

selo magico

Com o selo vieram cinco perguntas sobre os meus gostos. Aqui ficam as respostas:

Uma música mágica: O meu amor (Maria Bethania)

Um filme mágico: O fabuloso destino de Améllie.

Uma viagem mágica: Açores.

Maquiagem mágica: Aquela com que nos sentimos bem. :D

As regras mandam entregar este selo a 5 pessoas. Mais uma vez resolvi não distinguir ninguém em especial. Atribuo-o a todos os que aqui vêem e comentam, como agradecimento pela vossa companhia. Quem o quiser aceitar é só seguir as regras e publicá-lo.

Beijinhos e muito obrigada às duas.

Susana B.

Moussaka é um prato típico da Península dos Balcãs e do Médio Oriente, baseado na utilização de beringelas. Apesar de fazer parte de todas as cozinhas da antiga região Otomana e de ter um nome árabe, no ocidente conhecêmo-lo melhor através da receita grega.

Mosakka

Todas as versões se baseiam na beringela salteada, na utilização de tomate e de carne picada. A versão grega inclui camadas de beringela e carne, cobertas por molho bechámel e é gratinado no forno.

A mousakka turca distingue-se por não ter camadas, ser preparada com beringela salteada, pimentos verdes, tomates, cebolas e carne picada, e ser comida com cacik e pilaf.

No mundo Árabe, a moussaka é uma salada cozinhada de tomates e beringela, semelhante à Caponata italiana e, normalmente, é servida como aperitivo ou snack.

Eu fiz a receita clássica grega. Este prato é constituído por três camadas. No fundo são colocadas beringelas salteadas em azeite; no meio é colocada uma camada de carne picada (normalmente borrego) cozinhada com cebola, alho, tomate, ervas e especiarias (canela, pimenta da jamaica e pimenta preta); no topo é colocada uma nova camada de beringela, molho béchamel ou um molho de ovos com leite ou outro lacticínio (natas/iogurte) e queijo ralado.

Retirei a receita do livro Cozinha Mediterrânica, segui todos os passos, mas juntei a canela para ficar mais idêntica à receita clássica. Em termos de pimentas só utilizei a pimenta preta. Não tinha pimenta da Jamaica.

Mosakka 2

Calorias:

4 porções = +/- 349 Kcal por porção

5 porções = +/- 279 Kcal por porção

Tempo de Preparação: 1h

Quantidade: 4 – 5 porções

Ingredientes

2 beringelas, cortadas em rodelas

Sumo de limão q.b.

450g de carne de vaca magra picada

2 cebolas às rodelas finas

1 colher de chá de alho finamente picado

1 pau de canela (Adicionado por mim)

400g de tomate pelado (de preferência fresco, mas se não tiver pode ser enlatado)

2 colheres de sopa de salsa fresca picada

Azeite para untar

Sal q.b.

Pimenta preta q.b.

2 ovos

300ml de iogurte natural magro, coado

1 colher de sopa de queijo parmesão ralado

Preparação

1. Corte as beringelas em rodelas e regue-as com limão para que não oxidem.

2. Aqueça uma frigideira anti-aderente e toste as rodelas de beringela de ambos os lados. Retire-as da frigideira e reserve (Utilizei duas frigideiras para tornar o processo mais rápido).

3. Entretanto, corte as cebolas em rodelas finas, pique o alho e reserve.

4. Coloque a carne picada na frigideira e frite durante 5 minutos, mexendo, até tostar.

5. Junte as cebolas, o alho e o pau de canela. Deixe cozinhar, mexendo sempre, durante 5 minutos.

6. Corte o tomate em pedaços e junte à carne. Adicione também a salsa, o sal e a pimenta. Deixe ferver e cozer durante 20 minutos ou até a carne ficar tenra. Retire o pau de canela.

7. Unte uma assadeira e disponha uma camada de rodelas no fundo. Sobreponha com a mistura de carne e tape com as restantes rodelas de beringela.

8. Bata os ovos numa tigela. Junte, batendo o iogurte e tempere com sal e pimenta.

9. Verta a mistura sobre as beringelas e polvilhe com queijo parmesão ralado.

10. Leve a forno pré-aquecido a 180ºC, durante 45 minutos, ou até ficar tostado. Sirva quente, directamente da assadeira.

Nota: A Moussaka não deve ser servida de imediato, porque fica muito aguada. Depois de retirar do forno, reserve durante 20-30 minutos. Nessa altura a Moussaka continuará quente e as porções ,manterão a sua forma depois de cortadas.

Apreciação: Muito saboroso e saudável.

Fonte: Livro Cozinha Mediterrânica: uma selecção de mais de 100 receitas essenciais. Bath:Parragon, 2008.

Fotos: Susana B.

Tchim…Tchimmm…

O Menos Calorias, Mais Vida!! faz hoje um aninho. :D Durante o presente ano, este foi um excelente modo ocupar as horas vagas, de me distrair, de aprender e de explorar o prazer de cozinhar e de comer. Retiro muito prazer todo o processo de criação dos pratos. Desde a pesquisa das receitas, à compra dos alimentos, à execução dos pratos, à realização das fotografias e, por último, da troca de ideias com os visistantes e comentadores. Este espaço incentivou-me a experimentar novos alimentos e receitas, incentivou-me a utilizar técnicas que desconhecia e trouxe-me muitos amigos. Nesta data não poderia deixar de agradecer a todos que gostam de passar por este meu cantinho. Muito obrigada. Voltem sempre.

Para comemorar o primeiro ano de existência fiz um granizado refrescante e docinho. Excelente para os dias de calor como o de hoje. Enjoy!!

granizado de ananás

Calorias: +/- 91 Kcal por porção

Tempo de Preparação: 10 min. + tempo de frio

Quantidade: 6 porções

Ingredientes

1 Limão

25g de açúcar light ou 50 g do açúcar normal

7,5dl de sumo de ananás

Preparação

1. Retire a raspa e o sumo do limão. Reserve.

2. Leve ao lume um tacho com açúcar e 3 colheres de sopa de água. Deixe ferver durante 30 segundos, retire do lume e junte o sumo e a raspa do limão.

3. Coloque numa taça, adicione o sumo do ananás e deixe arrefecer.

4. De seguida, deite para um recipiente baixo e leve ao congelador durante 2 horas.

5. Antes de servir, desfaça tudo com um garfo até obter um granulado. Coloque em copos e sirva com decoração a gosto.

granizado de ananás 2

Apreciação: Muito fresquinho e doce

.

Fonte: Revista Saúde à Mesa n.º 41, Agosto de 2009.

Fotos: Susana B.

E-mail:

menoscaloriasmaisvida @gmail.com

Estilo de Vida


Eu faço RECICLAGEM!

Eu uso ECOBAGS!

Amo esta IDEIA!!

Que dia é hoje?

Tradutor Culinário

myfoodtranslator.com

Blog Stats

  • 1,844,294 hits

Visitas

A partir de 2 de Setembro contador gratis

Comunidades Culinárias

Desafios Culinários

Prémios e Miminhos da Blogoesfera

Tânia do Zakuskas

Alcina do Artes, Viagens e Sabores

Andréa Almeida do Blog homónimo

Andréa Almeida do Blog Maria Embonecada

love_blog1

Karla do Blog O Meu Almoço

blog5estrelas

Alcina, do Arte, Viagens e Sabores.

premio-keep-up

Ameixa Seca, do Canela Moída.

da-dama

Ameixa Seca, do Canela Moída.

mimo-da-borboleta

Ameixa Seca, do Canela Moída.

Selo_glamour1

Gullo, do Blog da Gullo

selo_olho

Verdinha, do Sotão da Verdinha

selo magico

Gullo, do Blog da Gullo

Laços Culinários

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 117 outros seguidores